Quem procura....Acha !!! Pesquisa no meu blogue :

Carregando...

De Obesa Rumo a Respirar Saúde para Sempre !

EU ACREDITO !!!

O que eu sou hoje, devo a você, MEU PAI

Puxa, essa foto foi a 30 anos atrás..... eu no colo do meu pai......aliás ainda preciso de colo....






PAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII....FELIZ DIA DOS PAIS....



Eu te amo, és o meu orgulho, meu grande exemplo e sabes bem disso... Obrigada por todo esse amor incondicional....obrigada por ser meu pai....Obrigada por tudo que me ensinou....



Meu pai é tudo pra mim.... meu amigo, meu fiel amigo....meu tudo.... ( não desmerecendo Virgininha é claro) mas hoje PAI é o teu dia...... um homem que eu admiro muito , sempre pronto a mostrar-me um caminho claro para seguir em frente, sempre com muita confiança e esperança, deste homem nada se duvida, apenas se aplica o que ele sempre me ensinou....




Eu te amo muito, e sinto muito a tua falta....ainda sou aquela que precisa de colo... que sempre tomou partido a teu favor, aliás filha mulher, sempre se apega mais ao pai, nem que seja para ele ficar do teu lado...hahahhahaha



Ser pai é acima de tudo,não esperar recompensas.

Mas ficar feliz caso e quando cheguem.

É saber fazer o necessário por cima e por dentro da incompreensão.

É aprender a tolerância com os demais e exercitar a dura intolerância (mas compreensão) com os próprios erros.

Ser pai é aprender errando, a hora de falar e de calar.

É contentar-se em ser reserva, coadjuvante, deixado para depois.

Mas jamais falar no momento preciso.

É ter a coragem de ir adiante,tanto para a vida quanto para a morte.

É viver as fraquezas que depois corrigirá no filho,fazendo-se forte em nome dele e de tudo o que terá de viver para compreender e enfrentar.

Ser pai é aprender a ser contestado mesmo quando no auge da lucidez.

É esperar.

É saber que experiência só adianta para quem a tem, e só se tem vivendo.

Portanto, é agüentar a dor de ver os filhos passarem pelos sofrimentos necessários, buscando protegê-los sem que percebam, para que consigam descobrir os próprios caminhos.

Ser pai é saber e calar.

Fazer e guardar.

Dizer e não insistir.

Falar e dizer.

Dosar e controlar-se.

Dirigir sem demonstrar.

É ver dor, sofrimento, vício, queda e tocaia, jamais transferindo aos filhos o que, a alma, lhe corrói.

Ser pai é ser bom sem ser fraco.

É jamais transferir aos filhos a quota de sua imperfeição, o seu lado fraco, desvalido e órfão.

Ser pai é aprender a ser ultrapassado, mesmo lutando para se renovar.

É compreender sem demonstrar, e esperar o tempo de colher, ainda que não seja em vida.

Ser pai é aprender a sufocar a necessidade de afago e compreensão.

Mas ir às lágrimas quando chegam.

Ser pai é saber ir-se apagando à medida em que mais nítido se faz na personalidade do filho, sempre como influência, jamais como imposição.

É saber ser herói na infância, exemplo na juventude e amizade na idade adulta do filho.

É saber brincar e zangar-se.

É formar sem modelar, ajudar sem cobrar, ensinar sem o demonstrar, sofrer sem contagiar, amar sem receber.

Ser pai é saber receber raiva, incompreensão, antagonismo, atraso mental, inveja, projeção de sentimentos negativos, ódios passageiros, revolta, desilusão e a tudo responder com capacidade de prosseguir sem ofender; de insistir sem mediação, certeza, porto, balanço, arrimo, ponte, mão que abre a gaiola, amor que não prende, fundamento, enigma, pacificação.

Ser pai é atingir o máximo de angústia no máximo de silêncio.

O máximo de convivência no máximo de solidão.

É, enfim, colher a vitória exatamente quando percebe que o filho a quem ajudou a crescer já, dele, não necessita para viver.

É quem se anula na obra que realizou e sorri, sereno, por tudo haver feito para deixar de ser importante.



EU TE AMO PAIZINHO,

Sinto muito a tua falta, a saudade é muita mas podes ter a certeza absoluta que sem a tua ajuda, eu não estaria onde estou hoje.

Meu grande herói, meu exemplo, meu amigo acima de tudo.

4 Surtadinhos Incentivos!:

Maria disse...

Que homenagem linda!!!
Amo demais meu pai, infelizmente ele me deixou muito cedo.
Beijosss ótimo domingo...

Mariana disse...

Que linda essa msg, Karen.
Pai é tudo. Hj meu coração amanheceu apertando.. Alias quem mora longe da familia, como a gente, o coração sempre amanhece apertado de saudades.
um excelente domingo para vc!
beijos

Sibele disse...

Oi,Flor!Nossa seus papis deve ter maior orgulho de vc né lindona ainda mais de toda essa transformação.
E vc sempre na batalha, depois me conta como tava akele sorvete!
Te adorooooo!
Bjãooo

Franciele disse...

Oiiee!! Obrigada pela visita!! Assim q eu souber irei te link no meu bloig tn! Heheh preciso so aprender! Agora que coisa mais linda vc bem pequenininha..eu tb sou super apegada aos meus pais! Beijossss

domingo, 9 de agosto de 2009

O que eu sou hoje, devo a você, MEU PAI

Puxa, essa foto foi a 30 anos atrás..... eu no colo do meu pai......aliás ainda preciso de colo....





PAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII....FELIZ DIA DOS PAIS....



Eu te amo, és o meu orgulho, meu grande exemplo e sabes bem disso... Obrigada por todo esse amor incondicional....obrigada por ser meu pai....Obrigada por tudo que me ensinou....



Meu pai é tudo pra mim.... meu amigo, meu fiel amigo....meu tudo.... ( não desmerecendo Virgininha é claro) mas hoje PAI é o teu dia...... um homem que eu admiro muito , sempre pronto a mostrar-me um caminho claro para seguir em frente, sempre com muita confiança e esperança, deste homem nada se duvida, apenas se aplica o que ele sempre me ensinou....




Eu te amo muito, e sinto muito a tua falta....ainda sou aquela que precisa de colo... que sempre tomou partido a teu favor, aliás filha mulher, sempre se apega mais ao pai, nem que seja para ele ficar do teu lado...hahahhahaha



Ser pai é acima de tudo,não esperar recompensas.

Mas ficar feliz caso e quando cheguem.

É saber fazer o necessário por cima e por dentro da incompreensão.

É aprender a tolerância com os demais e exercitar a dura intolerância (mas compreensão) com os próprios erros.

Ser pai é aprender errando, a hora de falar e de calar.

É contentar-se em ser reserva, coadjuvante, deixado para depois.

Mas jamais falar no momento preciso.

É ter a coragem de ir adiante,tanto para a vida quanto para a morte.

É viver as fraquezas que depois corrigirá no filho,fazendo-se forte em nome dele e de tudo o que terá de viver para compreender e enfrentar.

Ser pai é aprender a ser contestado mesmo quando no auge da lucidez.

É esperar.

É saber que experiência só adianta para quem a tem, e só se tem vivendo.

Portanto, é agüentar a dor de ver os filhos passarem pelos sofrimentos necessários, buscando protegê-los sem que percebam, para que consigam descobrir os próprios caminhos.

Ser pai é saber e calar.

Fazer e guardar.

Dizer e não insistir.

Falar e dizer.

Dosar e controlar-se.

Dirigir sem demonstrar.

É ver dor, sofrimento, vício, queda e tocaia, jamais transferindo aos filhos o que, a alma, lhe corrói.

Ser pai é ser bom sem ser fraco.

É jamais transferir aos filhos a quota de sua imperfeição, o seu lado fraco, desvalido e órfão.

Ser pai é aprender a ser ultrapassado, mesmo lutando para se renovar.

É compreender sem demonstrar, e esperar o tempo de colher, ainda que não seja em vida.

Ser pai é aprender a sufocar a necessidade de afago e compreensão.

Mas ir às lágrimas quando chegam.

Ser pai é saber ir-se apagando à medida em que mais nítido se faz na personalidade do filho, sempre como influência, jamais como imposição.

É saber ser herói na infância, exemplo na juventude e amizade na idade adulta do filho.

É saber brincar e zangar-se.

É formar sem modelar, ajudar sem cobrar, ensinar sem o demonstrar, sofrer sem contagiar, amar sem receber.

Ser pai é saber receber raiva, incompreensão, antagonismo, atraso mental, inveja, projeção de sentimentos negativos, ódios passageiros, revolta, desilusão e a tudo responder com capacidade de prosseguir sem ofender; de insistir sem mediação, certeza, porto, balanço, arrimo, ponte, mão que abre a gaiola, amor que não prende, fundamento, enigma, pacificação.

Ser pai é atingir o máximo de angústia no máximo de silêncio.

O máximo de convivência no máximo de solidão.

É, enfim, colher a vitória exatamente quando percebe que o filho a quem ajudou a crescer já, dele, não necessita para viver.

É quem se anula na obra que realizou e sorri, sereno, por tudo haver feito para deixar de ser importante.



EU TE AMO PAIZINHO,

Sinto muito a tua falta, a saudade é muita mas podes ter a certeza absoluta que sem a tua ajuda, eu não estaria onde estou hoje.

Meu grande herói, meu exemplo, meu amigo acima de tudo.

4 comentários:

Maria disse...

Que homenagem linda!!!
Amo demais meu pai, infelizmente ele me deixou muito cedo.
Beijosss ótimo domingo...

Mariana disse...

Que linda essa msg, Karen.
Pai é tudo. Hj meu coração amanheceu apertando.. Alias quem mora longe da familia, como a gente, o coração sempre amanhece apertado de saudades.
um excelente domingo para vc!
beijos

Sibele disse...

Oi,Flor!Nossa seus papis deve ter maior orgulho de vc né lindona ainda mais de toda essa transformação.
E vc sempre na batalha, depois me conta como tava akele sorvete!
Te adorooooo!
Bjãooo

Franciele disse...

Oiiee!! Obrigada pela visita!! Assim q eu souber irei te link no meu bloig tn! Heheh preciso so aprender! Agora que coisa mais linda vc bem pequenininha..eu tb sou super apegada aos meus pais! Beijossss